terça-feira, 12 de novembro de 2013

Noticias de uma garota que sonha...

Olá pequenas,
Não sei se lembram de mim,
Bom estava hoje com meus cotidianos fantasmas das lembranças e senti saudades daqui então vim dar um cheiro.
Fiz tratamento por neve meses, e então desisti, convenci a todos de que estava "bem", e de fato reconheço que estou bem melhor se comparado ao nível de depressão que atingi.
Nunca mais me pesei, por pavor só de pensar nos números, evito me olhar no espelho porque não gosto da imagem, porém tenho me alimentado de uma forma saudável, e não sei bem o que pensar a respeito disso.
Espero que muitas aqui tenham melhorado, e sim, sinto muita falta do meu pequeno mundo, se é o que se perguntam sobre minha "passada" vida com o transtorno. Pois acredito que muitas aqui saibam que o T.A. é um vício, como drogas ou álcool, sempre haverá um pé nesse mundo.
Não me conformo com o fato de meu blog ter sido descoberto, minha mãe descobriu e passou para um zilhão de pessoas, não a perdoo por isso, eu gostaria de poder continuar escrevendo aqui, não sobre T.A. mais sobre o que sinto, meus medos e conquistas.
Mais as pessoas que ficaram sabendo daqui principalmente minha mãe, me punem e não compreendem de forma alguma os meus sentimentos, se  dizem que compreendem mais me questionam sobre cada vírgula,  isso me sufoca e  me impede de desabafar aqui, mesmo que de uma forma meio que anônima.

Muitos beijos...


terça-feira, 15 de outubro de 2013

A Mesma História...


"Todo dia a mesma história, você diz que o mundo quis seu destino sem vitória, sua vida por um triz.
Todo dia o mesmo engano, sempre vai na contra-mão.
Diz que é parte de um plano de um Deus sem coração.
[...]

Sempre de cabeça baixa sem saber pra onde ir.
Não consegue achar graça, não consegue mais sorrir."


Lembrei de nossas histórias ao ouvir essa música, principalmente os trechos em que destaquei no post, acredito que sentirão o mesmo que eu.
Um beijo da garota que sonha em um dia ser uma Bonecca Perfeita.

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Refúgio descoberto

Ola minhas divas,
Desculpem pelo sumiço, e por não dar noticias aqui pelo blog,
Porém aqui meu mundo foi descoberto, portanto acredito que não poderei postar.
O que me deixa triste é saber que aqui era o único lugar onde eu poderia realmente desabafar, sem críticas ou simples pensamento diferentes dos meus.
Mais tenho foco e fé de que tudo ficará bem.
A força está submissa a comandos alheios, porém isso não me impedirá de ter o corpo que sempre quiz, e ser feliz assim.
Se pudesse salvaria a todas aqui, mais como não tenho esse poder, desejo-lhes sorte, e cruzo os dedos para que um dia sejam felizes.
Amo-as muito,
Obrigada por todo o apoio me prestado durante esses 1 ano e 8 meses, da existência do blog.
Espero não perder o contato com vocês.
E apesar não poder mais dizer o que sinto ou passo, estarei sempre acompanhando -as em seus posts.
Não pretendo excluir o blog, porque aqui consta uma grande parte de minha vida ana/mia.

Abraços da garota que sonha...

domingo, 2 de junho de 2013

Mudança e sede de recomeço.

Bom minhas flores, não sabem o quão cansada estou dessa vida de uma garotinha "normal", chego cada vez mais a conclusão de que comida não foi feita para mim, talvez meu corpo necessite dela, mais minha mente a nega.
Preciso retreinar meu corpo a recusar a repugnante comida, preciso retornar ao meu controle, sinto grande falta dos efeitos que meu corpo tinha pela falta de comida.  não sei como é possivel, mais amo essa maldita doença, e necessito dela para me completar.
Estou disposta a recomeçar o jogo e ir ainda mais fundo que da última vez, quero mais uma vez ultrapassar os meus limites,
E nada melhor que uma mudança para recomeçar o jogo,
Meu final de semana foi um fracasso, mais estou disposta a iniciar um nf amanhã, e se tudo ocorrer bem começarei a fazer o método dos cinco dias.
A diferença desta vez é agora as pessoas sabem do problema, mais pensando por um lado bom agora não precisarei esconder,talvez mentir as vezes, mais não mais esconder.
Quero mais que tudo abandonar o tratamento, apesar de ter criado acredito eu, um vínculo forte com minha psicóloga, ele me desequilibra e se não fosse por ele eu com certeza teria alcançado minha meta.
Agora voltei a estaca zero :( mais não adianta chorar pelo leite derramado, o que me resta a fazer é correr atrás do prejuízo.
O culting já não é mais um método de punição, mais acabou por se tronar um vício, não sei se quero parar com ele, pois me proporciona bem estar, e minha pele já está tão F*&¨% que já não faz mais diferença.
Bom por enquanto é isso...
Volto em breve.

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Maldito tratamento

Juro que na primeira oportunidade abandonarei a droga do tratamento, ela está apenas me desequilibrando e se não fosse por ele eu com certeza já teria alcançado minha meta, pois bastou começa-lo e as compulsões começaram, e quando eu tentei parar com a bulimia acabei por ganhar peso e voltei a estaca zero.
Necessito do meu controle de volta, o que talvez me conforta é o fato de eu saber que assim que eu conseguir recupera-lo será mais forte que da última vez, pois é sempre assim.Não desistirei jamais de meus sonhos, e sempre vou a fundo quando desejo algo.
Só espero recuperar o controle logo, pois caso contrário me tornarei uma obesa, e prefiro morrer a isso.


sábado, 25 de maio de 2013

Regredindo e na expectativa de um recomeço.

Os meus velhos companheiros sentimentos de vergonha, e ódio estão voltando ao poucos a me visitar, assim como as oscilações de humor.
Tenho me alimentado como um porco, e praticamente voltei a estaca zero.
Vejam vocês mesmas...
As lágrimas e necessidade de punição ocorrem por consequência da lastimável imagem que é o meu corpo, conforme mostra a imagem a cima.
O resultado?
A triste imagem abaixo...

Nada disso fará-me emagrecer, mais necessito para me castigar por ser tão fraca e gorda.
Meu dia hoje foi uma merda, comi como uma compulsiva.
Eu preciso mudar o jogo, e preciso mudar agora, começo a HSGD amanhã.

Foi aberto ontem o blog Focus, Strength and Faith de um grupo secreto de facebook, hiper indico para meus seguidores ;)

Desejem- me sorte!

Ps. Não sei se está tendo algum problema com o blog, em relação a comentários ou algo do tipo, por favor se como seguidoras estiverem idenficando algum problema  me avisem no e-mail bonecca_perfeita@hotmail.com, pois recentemente tive que alterar o URL do Blog e não sei se isso pode ter alterado alguma configuração.

Obrigada *_*
Bjs da garota que sonha em ser perfeita.

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Não acho que as coisas estejam melhorando ...

Bom, acho que como muitas sabem comecei a algum tempo tratamento contra a ana mia, e sabem o que tem acontecido? Tenho apenas ganhado peso : / Eu não acho que esteja sendo diferente das outras vezes, sei exatamente o que está prestes a acontecer, em algum momento vou me desesperar e o ciclo  vai novamente recomeçar, como em tantas diversas outras vezes,
Infelizmente não é algo que eu possa controlar, porém o ódio e vergonha que me tomam ao saber que estou ganhando peso é imensa.
O que me assusta é saber que em cada uma das  vezes que eu  tento eu consigo ir mais longe. E ao me lembrar do estado em que cheguei há mais ou menos dois meses atrás, reconheço o quão ao meu extremo cheguei.
Isso me faz chegar cada vez mais a conclusão de que a ana tornou-se minha alma.
Não posso e não quero abandona-la.
Voltarei em breve,
Bjs da garota que sonha em ser uma Bonecca Perfeita.

domingo, 21 de abril de 2013

Kokeshi da Purificação.

Olá borboletas, volto aqui novamente para dar noticias e escrever, como uma maneira de me refugiar do angustiante sentimento de sufocação que as palavras presas em minha mente me causam, justamente por não serem postas para fora com simples palavras.
Posso dizer que estou redescobrindo um novo mundo, e vejo agora um pouco com mais clareza, o quão me prendi por tanto tempo dentro de mim mesma, eu estava literalmente sufocando com todos os meus medos, assim como acontece com todas aqui.
O apego pelo meu "desejo de controle" me faz ficar dividida entre os dois mundos, o bom e o "mau", tenho me sentido estranhamente desconfortável com o tratamento, o que me faz desejar abandona-lo, porém sei que não me permitirão a isso.
As malditas compulsões por vezes acontecem, e talvez por eu estar aprendendo a não dar tanta importância ao medo não tenho me purgado, porém não consigo me alimentar como uma pessoa normal e me sentir bem com isso, o que na verdade me conforta, pois assim sei que o que me controla ainda prevalesse em minha alma.Pois após cada uma das compulsões eu me tranco em meu quarto, sinto vergonha e medo, e então desabo em lágrimas.
Eu gostaria de pedir permissão, para continuar acompanhando-as e aqui postando, pois por mais que dado a fato de uma possível melhora, esse lugar se faz o meu mundo, se faz uma parte de mim, e não posso simplesmente abandona-lo.
Deixo hoje a imagem de uma Kokeshi,a roxa em específico da Purificação, uma boneca japonesa, cujo dizem as lendas que almas de crianças abandonadas são presas à boneca para que as mesmas não se sintam perdidas na morte.
Elas trazem sorte e levam todo o mal que pode ser causado em vida.
E a purificação vem da cor roxa, que está ligada ao mundo mistico e significa espiritualidade magia e mistério, o roxo transmite a sensação de tristeza e introspecção. Estimula o contato com o lado espiritual, proporcionando a purificação do corpo e da mente, e a libertação do medo e outras inquietações. É a cor da transformação,
É o meu desejo a todas aqui.
Por favor digam em meu e-mail caso não consigam comentar aqui para que eu tente alterar as configurações.
Um beijo da garota que sonha em um dia ser uma Bonecca Perfeita.

terça-feira, 9 de abril de 2013

Já parte de mim, e isso não muda.

A pulseira vermelha se mantém no braço esquerdo agora junto com a palavra Breathe, a comida é ingerida a cada três horas, e meu corpo a aceita, porém a mente me diz que o que estou fazendo é errado.
O reflexo não agrada, porém torna-se menos doloroso, o remédio torna-se indesejado por saber que estou sendo controlada por ele, e que se o mesmo for deixado de lado corro grandes riscos de voltar a estaca zero. Esperança de ainda perder peso me vem a todo tempo, acho que isso nunca muda, o meu quarto é meu melhor companheiro, apesar das pessoas já me fazerem rir as vezes.
 Penso que após essa fase de recuperação eu possa aprender a comer o minimo possível para sobreviver e o suficiente para ter o corpo perfeito que sempre sonhei.
E então eu terei a certeza de que obtive o controle,
Então o que me resta fazer agora é apenas respirar.

Ps. Mudei o URL do blog por muita gente de fora ter acesso á ele, mais sei se vcs minhas seguidoras estão conseguindo acompanha-lo e comentar.
Qualquer coisa me adicionem no e-mail bonecca_perfeita@hotmail.com

Bjs.

sábado, 6 de abril de 2013

Tento me convencer de que preciso apenas respirar

Após uma noite em compulsão, minha mente entra em guerra, lágrimas me encharcam e a vontade pela liberdade mistura-se com o medo e a culpa, o tratamento está me fazendo ver a vida, porém os conflitos em minha mente me desesperam . Estou parando aos pucos de me purgar  por vezes entro em compulsões e isso está fazendo  com que eu ganhe peso rápido de mais.
 Se tenho vergonha por isso ?Não fazem idéia do quanto.


Minha mente me pune o tempo todo, e tento me convencer de que preciso apenas respirar, porque
 uma hora isso tudo vai passar, concretizei isso no meu pulso, e decidi fazer a tatuagem por diversos motivos, um deles é de que apesar de tudo, eu amo até mesmo o que me mata, e a palavra Breathe é de alguma forma a marca da ana/mia para mim. Pois utilizei por muitas vezes essa palavra em pensamento para me fortalecer e me privar da comida.
Outro motivo é que sei que posso utilizar esse mesmo pensamento a meu favor na recuperação.
Espero que vala a pena, que todo o sacrifício de lutar contra mim mesma, de lutar contra
o que eu amo, traga-me bons resultados no final das contas.
Quem sabe se eu matar o amor que sinto pela minha obsessão eu possa finalmente ME amar.

Abraços da garota que sonha em ser uma Bonecca Perfeita.


domingo, 17 de março de 2013

Como Fantoche

Sinto-me sentimentalmente como um fantoche, a fluoxetina são as cordas e que me mantém viva.
Se as cordas forem contadas, novamente caio.
Não estou mais tão a deriva por conta das cordas presas a mim , mais não tenho algo em que eu possa me fixar concretamente,
Vem-me constantemente lembranças de não tão distantes sentimentos, de que a ana tornou-se minha alma, apesar de não senti-la no momento.
A fita vermelha permanece-rá firme em meu braço. Os hábitos, preocupações e medos nunca poderão ser deixados de lado. Uma meta sempre existi-rá.
Minha vida marcada por toda a vida, essa é a única certeza que tenho e por isso a paciência para apenas esperar é o que mais procuro, pois não se há muito mais a fazer.
Tudo foi descoberto, inclusive o blog, e por isso o mantive bloqueado por um tempo.
A ficha de minha mãe finalmente caiu e ela desesperada para tentar salvar a vida de sua boneca cansada, me cercou de médicos, e me arrasta para consultórios e exames o tempo todo. Estou dançando conforme a música, pois nada agravel seria uma internação.
A Bulimia chegou a um estado extremo, e eu apenas estava a apodrecer meu corpo, sem se quer chegar perto de minha meta, portanto decidi que preciso focar no tratamento contra ela, estou portanto tentando a reeducação, vou me alimentar o suficiente para não entrar em crises bulímicas, para sobreviver e emagrecer.
Mudei o URL do blog, mais para não arriscar não postarei tão constantemente, mais sempre estarei visitando-as.
E independente do que venha a acontecer, recuperação, ou não, nunca vou deixar este lugar de lado, pois aqui encontra-se uma considerável fase de minha vida, da qual não me arrependo de nada em um minuto se quer.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Minha casa faz-se um inferno

Novamente...
Por mais um dia sou martirizada por meus pais, por mais um dia ouço gritos e palavras que deveriam me machucar,
Fui projetada para ser a filha perfeita, que segue regras e é o motivo de orgulho da familia, e não para trazer ou inventar problemas segundo eles.
Sou a que mente e a que inventa histórias, sou a fresca, adolescente burra, a que que chamar atenção. Sou a que arrumou sarna pra se coçar, sou o problema.

A convivência em minha casa torna-se cada dia mais insuportável.
Minha dor me consome, ou melhor, consome a minha alma.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Finalmente a descoberta.

Bom, algo "ruim" precisou acontecer para que eu finalmente descobrisse algo que pode me ajudar muito.
Antes de ontem, após uma crise compulsiva, tentei me matar, sim, eu ingeri um verdadeiro coquetel   de remédios, que infelizmente ou felizmente não tiveram o efeito que eu planejei.
Na manhã seguinte, ainda meio dopada me levantei e fui me olhar no espelho, e foi quando a minha imagem começou a me apavorar, comecei a hiperventilar e meu coração parecia que iria sair pela boca, algo me assustava muito e eu desejava morrer, quando alguns minutos após chorar muito e a me arranhar inteira, o sentimento simplesmente passou, e não senti mais absolutamente nada, isso então me assustou e  no período da tarde procurei o clinico geral da minha empresa que sabe do meu problema, e é um anjo porque se disponibilizou a me ajudar quando eu precisar, e sem registrar caso algum no meu histórico da empresa, ele então me encaminhou pro psiquiatra ali da empresa mesmo, na mesma tarde, fui ao psiquiatra e ele me explicou o que acontece, disse que essas crises compulsivas e o período de pânico pelo qual tenho passado, são por conta de um transtorno de pânico ou ansiedade, ele disse que isso provavelmente se desenvolveu por conta do T.A. que proporciona uma preocupação obsessiva pelo meu corpo, e é justamente o que mais causa a doença, uma preocupação obsessiva com algo, no meu caso, com o meu corpo.
Ele me passou uma medicação que vai me ajudar a controlar essa ansiedade e também os sintomas de depressão. O meu único medo é que isso me faça querer aceitar o meu corpo e então a ana assim me deixe, pois não quero perde-la, quero ter o controle e a sensação de poder toda vez que perco peso, quero ver os meus ossos, e ser feliz com eles.
Acho que agora finalmente poderei ter o controle novamente, poderei controlar essa maldita depressão, essas crises de ansiedade, poderei controlar o meu corpo, e finalmente me livrar da camada espessa de gordura que envolvem meu corpo.
Bom é isso, queria apenas compartilhar isso com vocês,
Beijos da garota que sonha em ser uma Bonecca Perfeita.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Leitora de Almas

Bom Girls and boys...
Passei meu carnaval com uma garota incrível, com dons espetaculares, e um desses dons é escrever, ela disse ter escrito um texto pensando em mim, e de fato o mesmo me descreve completamente, portanto leiam a baixo sobre uma parte (a maior  parte no momento) de minha descrição.
" Alma faminta, afoga em dor... Ela desaparece lentamente. Parece que o sentido das coisas veio a se desconstruir com o passar do tempo. Através da janela da loucura, digo adeus aos meus ideais. A insanidade fez-se meu cativeiro, onde me mantenho em constante estado de corrupção.
Teu pão é a minha dor, e a minha destruição é o teu circo. Mantive-me sob a proteção de tuas asas de ósseas desgastadas, porque estou fraca demais; perdida de mais para encontrar o fim deste labirinto.
Amar ao que me mata. Creio que seja um talento inato que carrego desde pequena. Minha alma grita em meio minhas meias palavras verdadeiras, que apesar de ditas não se fazem ouvir por ninguém. Por isso consumi o meu silêncio. Hoje ele está a me consumir.
Até os ossos..."
Sim , tenho certeza de que a pessoa que escreveu isso é uma verdadeira leitora de almas, e tive o prazer enorme de conhece-la um pouco melhor durante este carnaval.
Pude libertar-me um pouco com sua presença, pude pela primeira vez em muito tempo me abrir sem ser julgada, fui compreendida e apoiada.
Agradeço por esses dias Mei, espero que eles se repitam, sei que estamos nos afundando, mais isso pode se tornar menos insuportável se estivermos juntas. E volto a repetir, se tiver a oportunidade, liberte-se de toda esse inferno que fizemos de nossas vidas, você com certeza merece ser feliz! 
E agora infelizmente volto ao meu inferno particular...

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Seu principal alimento é a minha dor.

É o preço que devo pagar, é o preço que meu transtorno cobra, e é o que eu o dou em troca.
Eu fiz de novo, estou os alimentando mais uma vez, não sei até quando isso os satisfazerão, mais eu não posso mais parar.
Eu terei a perfeição na última batida de meu coração, mais precisarei pagar caro por isso.
Não posso ter sentimentos, preciso ser vazia e fria para manter meus pequenos monstros vivos.
Me tornei de uma forma inexplicável totalmente dependente do meu transtorno, sim, eu concordo, é como droga, eu sei que me faz mal mais eu preciso de mais.
Eu afastei aos poucos tudo o que me faz bem, isso deu alimento (dor)  o suficiente para meus monstros por um tempo, mais eles pediram por mais. 
Eu quero que saiba que também te amo I* , você me faz bem, me faz muito bem, eu contava os dias para te ver novamente na semana seguinte após cada consulta,você foi como uma mãe para mim,   mais agora é hora de parar, é hora alimentar meus monstros novamente, eles não sobrevivem com sentimentos, e eu precisarei me afastar de você para alimenta-los, eu preciso de dor para mante-los fortes, pois eles precisam estar fortes   para fazer o trabalho sujo de por um fim em tudo, não quero me livrar deles porque sei que eles me darão no fim a chave para a liberdade, e é o que eu mais desejo no momento, desejo por um fim em toda essa maldita dor que se tornou minha "vida".


" O Transtorno Alimentar é um paradoxo.É tudo tão contraditório. É a busca pela beleza que lhe deixa cada vez mais sem beleza. É um desejo de controle que lhe tira todo o controle. É um gesto de força que lhe arranca todas as suas forças. É uma forma de provar que você não precisa de nada, sentimentos, carências humanas, porém passa a se construir uma dependência cada vez maior pelo próprio transtorno. É uma forma de encontrar algum tipo de identidade, porém que a faz se distância ainda mais de si próprio (encontrando apenas a identidade de 'doente')"

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Quero meu controle de volta, e agora.

Eu preciso parar, e parar agora, estou perdendo cada vez mais meu controle, e não posso voltar a ser o que era antes, eu prefiro morrer a isso, eu sei o que está me desequilibrando e eu não posso deixar, por mais dificil que seja eu vou precisar romper essa relação, antes que seja tarde.
Quero que as aulas voltem logo, vai ser mais fácil me manter longe da comida assim, eu não quero 35 kg quero 30 kg agora, mais eu preciso do meu controle de volta e preciso agora.
Não posso perder tudo o que conquistei, e é o que vai acontecer se eu não der um basta.
Eis abaixo o preço por ser uma garota gorda, burra, nojenta, fraca, estúpida.
Morram de nojo de minha perna gorda, 
E agora? Quem é a garota problemática? 
Espero de verdade que os laxantes sequem o meu intestino.
Por favor! Eu preciso do meu controle!!!!!

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Winter Girl


Oi minhas Divas , vim hoje dar um cheiro e dezer que finalmente  li o livro "Garota de Vidro" e amei, fiquei feliz com o final da história, agora estou lendo "Anorexia - Diário de uma adolescente" e não estou gostando muito, me parece falso.
Quem quiser ler os livros deixa o e-mail nos comentário que posso enviar em arquivo PDF.
Se alguma alma piedosa tiver o livro "A boca era o que mais me fascinava" poderia por favor me enviar no e-mail que deixo descrito ao lado? pois não consigo encontrar para baixar e estou louca para lê -lo .


ACONTECIMENTOS:
A gorda, vadia, estupida aqui teve outra compulsão ás 3:00h A.M. :´(    ;
Tenho dormido mmuuiiittoo mal todas as noites;
Estou me vendo e me sentindo cada vez maior e isso está me desesperando;
Nunca pensei que fosse dizer isso, mais não vejo a hora que meus cursos e escola retornem, pois me dei conta de que as compulsões começaram depois que entrei de férias, quero e preciso voltar ao meu controle de antes e acho que ocupar em demasia a cabeça pode me manter longe da comida;
Desejo a muito custo ter alguém para conversar e expor tudo o que sinto acho que isso tiraria um mundo das minhas costas;
Ando hiper aérea e a incerteza que tenho de tudo me deixa louca;
Se eu não parar com essas malditas compulsões logo me tornarei diabética e anêmica, pois não me permito comer quando estou controlada e quando estou em compulsão vou apenas para porcarias que não trazem benefício algum  a meu organismo.
Sei que não adianta em nada, mais voltei a tomar laxantes, não posso ficar com toda a porcaria dentro de mim.
Estou me sentindo totalmente sem controle e isso está me apavorando.

AGRADECIMENTOS:
Não sabem o quanto me senti confortada com os comentários de vocês nos último post, é bom saber que não estou sozinha e não sou a única com tantas incertezas, confesso que não imaginava que alguém fosse ler aquele post gigantesco, rsrs, muito obrigada! De coração S2.

CURIOSIDADE:
Fiquei curiosa para saber quem é a Poli Anna, o comentário foi postado por uma conta no google e não por um blog, éis por um acaso do facebook Poli? Por favor se identifique ;)

Bom é isso !

Beijos da garota que sonha em ser uma bonecca Perfeita.





terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Minhas várias personalidades...

Antes de tudo preparem-se para uma longa leitura, vou começar do começo como mandam as regras e irei até o momento.
Tudo começa com uma pequena garota que cria uma inimiga diante do espelho, por fases fecha a boca e perde muito peso, por outras odiando-se come compulsivamente, os cortes começam como brincadeira, e a  sensação de bem estar e adrenalina tornam-se viciantes.
Depois dos quinze anos aos 55kg odeia-se por completo, decide mudar isso, para de comer, a principio por cinco dias a base de água, depois limitando-se a 400 kcal diárias, chega assim aos 38 kg.
Hoje a balança apontou pela manhã malditos 41,8kg,
Por seis meses fico no controle, sem uma compulsão se quer, a 400 kcal no máximo diárias, escondo tudo de todos até uma maldita tristeza e alteração de humor começar, minha mãe procura ajuda por mim, eu aceito mais temendo por perder a garota do outro lado do espelho que me faz viver como se fosse de ferro.
Há três meses fico em uma maldita alteração constante  de peso 41/44kg, consigo ficar por dois dias exatos me limitando ao máximo que posso, sentindo-me um lixo uma vaca gorda, uma estúpida, e então no terceiro dia entro em um frenezi nojento por comida, sinto como se as paredes de meu estomago fossem arrebentar, por vezes vomito ou uso laxantes, sei que com o remédio as calorias da maldita comida ficam mais ao menos  me desentupo da repugnante comida.
Sinto vergonha por ser quem sou, não tenho me esforçado o suficiente para atingir minha meta, não sei o que tenho, e não sei se quero ajuda, mesmo desejando por raras mais ainda sim desejando ter uma vida de verdade, sair com os amigos, namorar, rir, amar, sentir, mais não, não é assim que faço,
O que faço é odiar todos os dias a minha imagem, me limitar sempre ou comer compulsivamente sem sentir o gosto da comida, ser vazia, fria, desejar a morte por tudo isso,  cortar-me , gostar da doença, mais odiar as compulsões, não acreditar em nada e em tudo ao mesmo tempo, sentir que tudo é fantasia, lembranças de um sonho e real ao mesmo tempo, mentir para mim mesma sem saber no que acreditar, pensar as vezes que não tenho um transtorno mais acredito tanto nisso que acabo reagindo como se tivesse um, ter certeza/incerteza de tudo...
Quero parar de comer, morrer e viver, ter uma vida, chegar ao extremo, odiar-me, amar-me, ter alguém para conversar, alguém para me amar, quero ser jovem, ter amigos, ser de ferro, fria e vazia,.
Estou com medo, com vergonha, meu estomago está quase explodindo, estou desejando comida, esperando o laxante fazer efeito, as lâminas escondidas em meu quarto gritam o meu nome.
Tenho esperança de que alguém chegue a algum resultado sobre meu problema, mais tenho medo de perder a garota do outro lado do espelho que me  faz odiar minha própria imagem.  
Sei o que me espera amanhã, um ódio mortal de mim mesma, um desejo de morte que me faz pensar nos comprimidos de pressão alta que peguei escondida de minha mãe e guardo na gaveta de meu guarda roupa, ou então na lâmina que tenho escondida atrás do porta retrato.
Apesar de eu não ter coragem tenho medo que a crie por um minuto se quer e então seja tarde de mais, apesar de por outro lado acreditar que a morte seria a chave para minha liberdade.
Quem conseguir decifrar o que tenho por favor me avise, quem sabe assim eu não consiga tomar a decisão de um fim ou de um recomeço.

domingo, 27 de janeiro de 2013

Não sou sempre a mesma.

Ultimamente tenho postado apenas quando estou mal, mais acreditem "Não sou sempre vazia", tento ao menos me convencer disso.
Não sei porque mais sinto grande necessidade de escrever aqui quando estou mal, é como se eu me livrasse um pouco dos maus sentimentos escrevendo,  a agora estou um pouco limitada a isso, mais esse querendo ou não continua sendo meu mundo e eu crio uma dependência cada vez maior por ele.
Eu conheci uma pessoa incrível há mais ou menos três meses, a única que sabe sobre tudo o que passo, na verdade ela é contra tudo aqui, e seu trabalho é fazer com que eu abandone isso tudo, mais eu não posso, pois a garota do outro lado do espelho me diz o tempo todo que preciso viver como se fosse de ferro, e é muito mais fácil obedece-la do que lutar contra ela.
E como eu estou? Bom...
Há dois dias não saio da cama, comi pouco ontem, e pretendo fazer o mesmo hoje, temo as compulsões, pois depois de cada crise percebo que fico cada vez mais depressiva, O meu corpo inteiro está doendo, parece que levei uma surra, mais é muito mais suportável que o vazio que sinto quando estou no meio das pessoas.


Já não penso mais tanto em emagrecer, mais sim em destruir o meu corpo , e como? Emagrecendo :D chagando ao meu extremo, sentindo a perfeição na fração do segundo em que meu coração bate pela última vez.
.................................
Quero agradecer pelos coments, e pedir por favor, não usem- me como inspiração! Odeio saber que muitas aqui gostariam de ser como eu, não queiram isso, e fujam de tudo isso enquanto é possível, porque depois acreditem, vocês se arrependerão por ter entrado pela primeira vez em um blog ana mia, só que quando se derem conta disso estarão aprisionadas, com poucas chances de fuga.


Voltarei aqui em breve, eu sempre volto!
Um beijo da garota que sonha em ser uma Bonecca Perfeita.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Se eu pudesse, tudo seria diferente.

Apenas para começar...
Se eu pudesse, anestesiaria minha mãe de toda a dor pela perda de um filho.
Se eu pudesse, eu definharia e faria com que meu pai sentisse toda a dor e remorso do mundo.
Se eu pudesse, faria com que as pessoas que eu amo não se importassem comigo.
Eu gostaria muito de ter coragem para acabar com simplesmente tudo, e isso seria a chave para minha liberdade,
Eu gostaria de ter a certeza de que não existe vida após a morte, que quando se morre, apenas se morre, e tudo simplesmente acaba.
Mais acho que nem para dar um fim a tudo isso eu presto.
O que sei, é que eu gosto por um lado, e muito do meu transtorno.
Pois ele me faz ser capaz de muito, e graças a ele conheci pessoas incríveis.
Peço desculpas por não querer tentar viver, mesmo vc me pedindo por favor e me  fazendo prometer.
Mais não se preocupe, apesar de ignorante sou covarde, e não tenho coragem para por um FIM.
...

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Criando Forças

 Eu não entendo,
Existem épocas que que fico dias sem comer e quando como é apenas um pouco, agora existem fases como a que estou agora em que quanto mais tento me restringir a comida, mais compulsões tenho, Estou desesperada e minha auto estima( se é que ainda existe alguma) vai cada vez mais para o lixo.
Estou pesando 46,2kg :´( 

Eu sei que é vergonhoso mais terei que ceder , pelo menos por enquanto, pois por mais que eu tente sempre acabo em compulsão e isso está me fazendo engordar :´( o jeito será passar a comer de três em três horas mesmo me sentindo um lixo, até eu me sentir segura e me ver livre das compulsões.
Nem sei se faz mais diferença, pois chego cada vez mais a conclusão de que não faço o que faço pelo corpo, pois sinto cada vez mais nojo do meu corpo, e nem quando cheguei aos 38kg gostei um pouco a mais se quer dele,
Mais não vou permitir-me voltar a ser aquela gorda de antes, vou tentar perder peso mesmo me alimentando, sei que é possível.
Status: Stay Strong.